segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Programação de cinema na RTP2 (XXXVIII): o resultado de hoje é que "não há resultado"

DOIS MIL SETECENTOS E DEZ


Fomos à Assembleia e bem recebidos pela deputada Inês de Medeiros, pessoa afável e admirável - para mim, sempre foi... - que, mais no início do que agora, parece estar relativamente envolvida nesta nossa causa (recordo que é uma das nossas assinantes).

Contudo, o resultado foi zero. Ou melhor, um zero que resultou nisto: uma palmadinha nas costas em quem reuniu 2710 assinaturas, de cidadãos exemplares, que, para além de assinarem, participaram com ideias e indignação, todas elas compiladas no documento que debatemos hoje (e que publico aqui, abaixo).

Uma palmadinha nas costas em pessoas como José Mattoso (o historiador), Rui Cádima (o teórico da TV), João Mário Grilo (o teórico do cinema) ou o saudoso Carlos Pinto Coelho (o homem do jornalismo cultural), entre outros grandes nomes, é, a meu ver, no mínimo, lamentável. Mas, pelos vistos, defender o interesse público é mau, quando pode "parecer mal". Por quê? Porque sim e porque não convém, que é chato.

Claro que tudo seria diferente para melhor, imaginem!, se tivessemos pedido a cabeça do senhor Wemans - uma espécie de linchamento na praça pública... - ou se tivéssemos 4000 assinaturas para a petição ir a Plenário - sendo que estas 2710 são mais do que suficientes para activar o ponto 2 da cláusula 35ª do Contrato de Concessão de Serviço Público (CCSP) - ou se esperássemos de braços cruzados até 2012, ano em que o CCSP será revisto, alegadamente, tendo em conta as nossas reivindicações - mas, já agora, qual é o mal do actual Contrato que a RTP2 desprezou e continua a desprezar olimpicamente e nas barbas do Estado?

Tudo seria diferente se não existíssemos, mas nada é particularmente diferente agora, só que, existindo, exasperamos a esgrimir argumentos em torno do óbvio. Como diz Jorge Campos sobre a nossa petição, "o óbvio dispensa comentário". Neste país, caro Professor, não, mesmo N-Ã-O. (Só neste blogue já lá vão 38 posts e tudo continua na mesma para os lados do segundo canal...)


Dossier Petição Cinema na RTP2 -

4 comentários:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Muito bom o seu blog. Vou aparecer sempre por aqui.
Abraços,

www.ofalcaomaltes.blogspot.com

Pedro Treno disse...

Como foi a 2ª ida ao parlamento, Luís? Igual ou pior? Que falta de educação esses tipos...

Luís Mendonça disse...

Olá Pedro,

A segunda ida será terça e espero, muito sinceramente, que resulte em algo mais concreto...

Acho que, por muitos que somos, por muito BONS que somos, não nos estão a levar suficientemente a sério. Da parte do PS, houve algum paternalismo e muito comodismo que estou agora a denunciar na esperança de obter ecos na sociedade portuguesa -- mais um exemplo do que está mal, mais um exemplo da falta de representantes e excesso de yes-men ou yes-women na Casa da Democracia...

Pedro Treno disse...

Mesmo que não dê em nada (vistas as coisas, é bem possível), a posição está definida. Pelo menos, poderá servir de exemplo para novas gerações de cinéfilos e, quiçá, para futuros programadores da Rtp.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...