segunda-feira, 9 de maio de 2011

Tempo é (de)cadência

James Benning, "One Way Boogie Woogie/27 Years Later" (1977-2004)

Es curioso, al cine siempre se le presenta bajo una imagen positiva, juvenil, luminosa... Y a mí a veces me parece un invento de la decadencia, que se muestra especialmente sensible para captar todo aquello que se desvanece, incluso lo más fugitivo que existe: el tiempo.

Víctor Erice, em entrevista pulicada no folheto da edição em DVD de "El sol del membrillo" (1992)

5 comentários:

jacquelinedepas disse...

(sff, será que me arranjavas uma cópia disto? muito agradecida... contrapartidas aceitam-se!)

Luís Mendonça disse...

Do Benning ou do Erice?

Sabrina D. Marques disse...

(- Era o do Benning...)

& GREAT NEWS :
http://theendstore.blogspot.com/2011/05/jean-eustache-1938-1981-lintegrale.html

Luís Mendonça disse...

Sabrina, muito obrigado pela informação. É, de facto, um grande acontecimento!

Quanto ao Benning, facilmente to arranjo!

Álvaro Martins disse...

http://c-d.tumblr.com/post/382141837/16-films-by-james-benning

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...