domingo, 13 de abril de 2008

Movie brats: crianças para sempre (I)

Coppola estreou, na passada quinta-feira, "Youth Without Youth", dez anos depois do seu anterior filme, "The Rainmaker". Salvo alguns casos, como Michael Cimino ou Peter Bogdanovich, a maior parte dos denominados movie brats, ou a geração que recriou Hollywood nos anos 70, continua entretida a brincar com os limites do cinema, nomeadamente através do digital, e a semear alguma controvérsia. Uns (De Palma, Friedkin e agora Coppola) remetem-se a um certo obscurantismo, enquanto outros (Lucas, Spielberg e Scorsese) lideram, como nunca antes, o mainstream. Enfim, quem está em melhor forma, hoje?

Resultados a publicar daqui a um mês.

1 comentário:

Luís disse...

Scorsese, sempre Scorsese. Fiel a si próprio e com uma obra coerentemente genial. Spielberg tambem não vai mal...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...