quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Pansignificação: a dream team do CINEdrio

O CINEdrio ficou com inveja e também quis ter uma "dream team cinematográfica". Não foi fácil, mas deixo aqui o resultado de um primeiro exercício mais ou menos improvisado de táctica autoral.


À baliza: James Benning, o observador atento que vê (vir) cinema onde os outros normalmente apenas vêem (vir) uma "perda de tempo".

Defesa esquerdo: John Carpenter, à Fábio Coentrão*, faz o corredor esquerdo todo partindo bem de trás. (Quando fica cansado, entra o veterano Howard Hawks para o seu lugar.)

Defesa central esquerdo: John Ford, peso pesado do classicismo, com porte físico intimidante, o "patrão da defesa". Também faz a direita...

Defesa central direito: mais ágil, mas ainda assim, nome forte do neo-classicismo de Hollywood: Clint Eastwood. Também faz a esquerda...

Defesa direito: sem gigantismos, mas eficaz: Boetticher.

Médio defensivo: Eric Rohmer, bom recuperador e "desmontador" da dimensão primordial do cinema - e constante agilizador do verbo.

Médio esquerdo: John Huston, médio imaginativo que faz quase todas as posições (descontando a de guarda-redes). É o meu Rúben Amorim, mas joga...

Médio central (pivôt): o planificador-mor, o homem dos storyboards e das filmagens a tempo e horas que nunca falham: Alfred Hitchcock.

Médio direito: Anthony Mann. Uma vez sobe ele, com grande poder físico pelo lado direito, outras vezes, abre alas a Boetticher, em virtuosas combinações.

Avançado (esquerdo, esquerdíssimo!): Jean-Luc Godard, espécie de Saviola, rápido, imprevisível e, muitas vezes, genial, mas, outras vezes, algo apagado.

Ponta-de-lança: Stanley Kubrick, mais um Rodrigo do que um Cardozo, é implacável frente à baliza adversária - nada o detém.

* - Não me leve a mal, caro leitor, mas as minhas referências futebolísticas vão ser encarnadas. A cor do meu clube.

E agora preciso de adversário. Quem me desafia? Digo: quem tem tomates para desafiar a equipa do CINEdrio? Hem?

(A ideia é fazer um pequeno torneio interblogues e escolher a equipa ideal por sectores... em sondagem aberta a todos e a publicitar entre os blogues participantes. Já temos algumas equipas a disputar. Participe!

Há regras?, pergunto eu a mim mesmo. Talvez, respondo eu a mim mesmo. Por exemplo:

1. Procurem publicar a vossa "dream team" (apenas os 11 jogadores) em comentário a este post - nem que só com um link. Eu irei anunciar as diferentes equipas em post futuro, cada uma disposta no campo verde usado pela minha equipa. Depois a ideia é cada blogger publicar a sua equipa e alojar link para a sondagem no seu espaço. Entretanto, ainda assim, não deixem de chamar amigos-bloggers para a peladinha!

2. Procurem não repetir jogadores e, caso o façam, procurem repeti-los em posições diferentes. Também sugiro que façam a defesa de cada escolha, em função do seu posicionamento em campo, das suas qualidades individuais e colectivas.

3 - Mais nenhuma regra, por enquanto.)

19 comentários:

João Palhares disse...

Hehe. Para não ter jogadores iguais aos teus - e pelo menos dois queria, o Carpenter e o Ford - cá vai, em 4-3-3: Guarda-redes: Antonioni; Defesas: Hawks e Minnelli (centrais), Chaplin e Wilder (laterais); Médios: Rivette e Bogdanovich (defensivos) Tati (pensador de jogo); Atacantes: Cimino e Ray (alas) Jerry Lewis (ponta-de-lança).

E tenho que ver filmes do teu guarda-redes, dos quais já tens dito muito bem por aqui..

Luís Mendonça disse...

Hehehhe!

A ver se mais bloggers fazem a sua equipa e publicamos as nossas equipas para lançarmos um torneio interblogues. Com uma sondagem aberta ao público, por exemplo!

Luís Mendonça disse...

(O tati como pivôt será o caos!! heheheheh)

João Palhares disse...

O caos, mas encenado com muita minúcia.. :)

João Gonçalves disse...

Cá vai o meu Onze:
Guarda Redes - Rossellini

DE - Elia Kazan
DD - Jacques Tourneur
DC - Ozu
DC - Jim Jarmusch

MdC - Kiarostami
MC - Orson Welles
MaC - Fritz Lang

AE - F. W. Murnau
AD - Samuel Fuller

PL - Nicholas Ray

Suplente:
Tim Burton, Melville, Spike Lee, Douglas Sirk, King Vidor.

Luís Mendonça disse...

Pois... Rossellini... mas olha que agora olhando para a tua equipa pergunto-me se o Ozu não seria um óptimo guarda-redes. Ele é um daqueles cineastas que "sabe esperar..."

Gosto muito do Fuller no ataque - é claramente um homem para enviar umas granadas para a grande área adversária!

(Um Peckinpah também devia intimidar lá à frente...)


Quanto ao Tati, sim, percebo. Tal como o Jerry Lewis, a ponta-de-lança: era pessoa para, entre mil malabarismos, levar a sua avante!

Luís Mendonça disse...

(Parece-me que a minha defesa é a mais conservadora. Não gosto de arriscar atrás. :P)

Hoplita disse...

Parabéns pela ideia. Ainda para mais com selo benfiquista, enfim, fica aqui o "dream team" cá da casa(isto de juntar futebol e cinema é ocasião para grande entusiamo-sem ponta de ironia):
Na baliza:Bergman - uma equipa vencedora começa a construir-se na baliza; entre os postes não há melhor,implacável como o Artur e sagaz como o Bento.
DD:Scorsese - defesa à antiga, conhece a posição como poucos, não se aventura muito no ataque mas a defender o flanco direito é imbatível.
DC:Dreyer - não é muito agil mas inspira a segurança espantosa de quem tem todos os movimentos pensados e no jogo das alturas parece que tem asas.
DC:Cronenberg - fazem uma dupla que se complementa na perfeição, ágil, pouco musculado e veloz, aventura-se no ataque e marca golos, joga bem com os dois pés e irrita os adversários com o estilo de jogo violento,em suma o meu David Luiz.
DE:Almodóvar - começou a carreira como ala esquerdo mas recuou para defesa, pé esquerdo do outro mundo, raçudo, mal comportado às vezes, mas conhecido pela elegância visual.
Médio Defensivo: Rosselini - atleta incansável que joga quase sempre pela certa, frio e cerebral mas muito querido dos adeptos pela generosidade e afectividade sem deixar de ser um duro.
Médio ofensivo: Godard - o cérebro de toda a equipa, dele pode esperar-se o rasgo de génio que deixa os adversários em fúria mas não aquenta um jogo todo.O craque à altura do Aimar.
Médio D:Kubrick - nunca joga mal,é um falso lento que chega a ser cruel para com os colegas porque quer fazer tudo sozinho, não é um jogador de equipa mas é tacticamente irrepreensível.
Médio E: Tarkovski - comove pela abnegação e espírito de equipa, mas tem uma má relação com a imprensa e com alguns adeptos que o consideram como um jogador que trava o ritmo de jogo e não lhe dá profundidade(?) (caso típico de miopia da crítica tacanha)
Avançado:Buñuel - é o típico avançado para jogar entre linhas, gosta de provocar os árbitros e é provavelmente o jogador mais difícil de marcar. Em frente à baliza tem o "killer instinct".
Avançado: Hitchcock - o ataque é a sua praia, marca golos de todas as posições e tem uma técnica fina e apuradíssima, não sabe jogar mal.

Luís Mendonça disse...

Hoplita. Adoro a tua imagem do Evans - ando a ler o "Let Us Now Praise Famous Men", logo, ela diz-me muito...

Na tua equina adoro o pormenor em relação ao Kubrick: "não é um jogador de equipa". Não é mesmo! heheh

Quanto a esta ideia, acho que era giro receber todas as participações e depois fazer, por um lado, a votação individual, por posições - para elaborar a equipa ideal no final - e, por outro lado, disputas entre equipas. Tudo numa sondagem aberta ao público.

Seria acontecimento interblogues.

Posso contar com o Cine resort, o A Sombra do Elefante, e o Modern Times? Posso contar com mais participações? Espalhem a coisa.

João Gonçalves disse...

Sim, podes contar comigo... só tenho pena de serem apenas 11 a jogar eheh.

Luís Mendonça disse...

Acredita: também eu! Mas assim deixamos sempre "hipóteses" aos que aí vierem e quiserem participar.

Ricardo Vieira Lisboa disse...

fazendo tudo por não repetir (o rhomer teve mesmo que ser) e admitindo que sou uma nulidade sobre futebol

guarda-redes:Albert Serra (espero que não adormeça no posto, mas pelo menos está sempre concentradíssimo) mas com o Wiseman como suplente (porque esse percebe muito bem a dinâmica de jogo)

defesas:Varda, Demy, Macker e Rohmer (the wild bunch, entendem-se bem e estão capazes de aguentar qualquer um)

médios: Resnais (porque sabe muito), Soderberg (porque domina todas as áreas) e Hawks (porque dá uma perninha à frente e atrás)

Atacantes: Tarantino (a velocidade não é o seu forte, mas faz uns cruzamentos de génio), Lumet (porque quando arranca ninguém o para e porque é muito elegante), Peckinpah (o parte pernas)

Ricardo Vieira Lisboa disse...

pensei melhor e em vez do rohmer ponho o Oliveira, ele e a varda dão-se muito bem e não podemos esquecer que ele tem três pernas

e acho que tiro o lumet e ponho o murnau, ele é melhor em jogadas ensaiadas e assim combina com o tarantino

Hoplita disse...

Sim podes contar, claro. Vou começar a preparar o físico e podero seriamente entrar em estagio :)
Entretanto vou passar palavra.

Miguel Domingues disse...

GR Bresson
DR: Fassbinder
DCS: Rohmer e Kiarostami
DE: Almodovar
TRINCO: Preminger
INTERIOR DIREITO: Wilder
INTERIOR ESQUERDO: Ray
Nº10: Lynch
AV: Tarantino e (P.T.) Anderson

4-4-2 losango

Não me peçam para explicar. Fiz de uma só vez, aqueles que o instinto me ditou. E só espero estar à altura dos pergaminhos de jogador extraordinário de FM que me perseguem ;)

O Projeccionista disse...

Ora então aí vai uma equipa proposta pelo «A Última Sessão», num clássico 4-4-2 para não complicar muito:

GR: Aki Kaurismaki
DE: Nani Moretti
DD: Don Siegel
DC: Joel Coen
DC: Ethan Coen
MC: Abel Ferrara
MC: Sergei Eisenstein
MD: Wes Anderson
ME: Buster Keaton
AC: Emir Kusturica
AC: Federico Fellini

Kaurismaki, o guarda-redes vindo do frio, com nervos de aço;
Moretti e Siegel nas laterais. O primeiro gosta de arriscar pela esquerda e ajuda a fazer o corredor em subidas até à área adversária. O segundo é mais conservador e pode às vezes ajudar a dupla de centrais.
Com os irmãos Coen a dominar o centro da área, uma dupla que se entende como ninguém, não passa bola nenhuma.
No centro do meio campo encontramos Eisenstein e Ferrara, mais uma dupla forte para o que der e vier. O primeiro ajuda a construir jogo, enquanto o segundo pode ajudar a recuperar bolas na raça.
Nas laterais dois criativos para levar a bola à área em centros bem metidos: Keaton e Wes Anderson.
O centro da grande área adversária fica para dois magos habituados a fantasiar os espectadores com os seus golos fora do normal, sendo Kusturica o homem do número 10 que fica atrás do ponta de lança, o implacável Fellini.

Esta é uma mistura de novos talentos e veteranos. Não foi fácil escolher uma equipa depois de alguns reforços já terem sido escolhidos pelas restantes (grandes) equipas. A ideia foi mesmo fazer uma equipa com nomes que ainda não tivessem sido escolhidos. Agora que venham os jogos e que ganhem os melhores.

O Projeccionista disse...

E parabéns pela iniciativa, está muito bem conseguida!

João Lameira disse...

(não sei se ainda vou a tempo, mas cá vai:) guarda-redes: Michelangelo Antonioni; defesa-direito: Woody Allen; centrais: Aki Kaurismaki e Jim Jarmusch; defesa-esquerdo: Dario Argento; trinco: Sam Peckinpah; box-to-box: João César Monteiro; médio-ala esquerdo: Jacques Demy; médio-ala direito: Max Ophuls; "10": Jean Renoir; ponta-de-lança: Howard Hawks. Depois tecerei considerandos sobre estas escolhas.

Luís Mendonça disse...

Vieste tão a tempo que és o último blogue a entrar no torneio. Estão fechadas as inscrições - o que não quer dizer que não possam deixar aqui a vossa equipa de sonho.

Aos autores das equipas em competição, peço para justificarem as suas escolhas e publicarem a imagem da equipa - aquela que tenho publicado aqui no CINEdrio - nos vossos espaços para eu pôr link e iniciar o sorteio.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...